A hora ficou tardia

E depois de horas a mirar o relógio, quase de forma clandestina, num suspiro, fez a mala. Afinal, a espera que se torna sempre longa e não acaba em lugar nenhum, tornou-se pesada. O silêncio violento. Ensurdecedor. A cidade agita-se. Com ela a mente da rapariga. A mala pesada, a espera longa, o silêncio ensurdecedor. Num suspiro, pegou na mala, engoliu o silêncio, despediu-se da cidade, rasgou a espera. Num suspiro, vagaroso, lento. Afinal, ela não tinha nada pelo que esperar..

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s