O peso das palavras

150628642563512.jpgDepois de atiradas, não podem ser retiradas. Ficam para sempre ali, carrascas, a pairar no ar. A fazer peso nas palavras seguintes. As palavras são como balas, quando não matam ferem de raspão. Mas ferem, como golpes de punhal. Por isso, é preciso escolher as palavras, mesmo nos momentos mais agitados, nos de raiva, nos de acusação, as palavras não medidas não voltam atrás. Nem que se tente pelo resto da vida.

Anúncios

Nisto do amor…o compromisso é o que mais importa.

ghfgdtms.jpgA ideia que que existe um compromisso, mesmo que apenas emocional e/ou verbal (que é o que interessa), é o que faz a ideia do para sempre catapultar as intenções para o dia a dia. Sem a ideia de que existe um compromisso, o amor, mesmo a existir, esfuma-se a cada provocação, a cada desentendimento. Se não se está comprometido, compromete-se tudo o resto. É fácil de entender, difícil de aceitar. Mas, tal como no amor, não vale a pena em nada na vida acreditar que vamos apostar em alguma coisa, em algo, num sentimento ou ideia, com o qual não estamos comprometidos. É apenas adiar o inevitável. Falta de compromisso é igual a falhanço. Apenas isso.